Análise Biomecânica do Leg Press: parte 1

Em primeiro lugar é importante clarificar que as máquinas de Leg Press de diferentes fabricantes têm mecânicas diferentes e como tal isso pode influenciar as variáveis em análise.

Outro aspecto importante a reter é o facto de se poder variar a posição dos pés na plataforma quer na vertical quer na horizontal o que cria uma alteração das variáveis em análise. Estas alterações criam um novo cenário que por sua vez se configura num novo exercício e como tal requer uma análise própria.

O caso analisado aqui é o de um Leg Press com os pés colocados a meio da plataforma e à largura das coxo-femorais.

 

Posição 1

Em 1 é possível verificar que a linha de força (F) passa abaixo do tornozelo, abaixo do joelho e acima da anca. Neste cenário verifica-se que, existe um pequeno braço de momento (BM) ao tornozelo (não está representado na imagem), um o braço de momento (BM) ao joelho ligeiramente maior que o da coxo-femoral. Isto significa haverá um ênfase ligeiramente superior nos músculos que estendem o joelho que os que estendem a anca. Isto deve-se ao facto do torque no joelho ser superior ao da anca.

Picture8.png

Movimento que ocorre na articulação Tibio-Társica (Tornozelo): Flexão Plantar por oposição à Flexão Dorsal provocada pela Resistência Externa.

Músculos Opositores à Resistência Externa na articulação Tibio-Társica: 

  • Gémeos (Medial e Lateral)
  • Solear (Divisão Medial e Lateral)
  • Plantaris
  • Tibial Posterior (Divisão Tibial e Peroneal)
  • Peroneal Longo (Divisão Cuneiforme e Metatársica)
  • Peroneal Curto
  • Flexor Longo dos dedos
  • Flexor Longo do Hallux

 

Movimento que ocorre na articulação Tibio-Femoral (Joelho): Extensão do Joelho por oposição à Flexão provocada pela Resistência Externa.

Músculos Opositores à Resistência Externa na articulação do Tibio-Femoral: 

  • Recto Femoral
  • Vasto Medial
  • Vasto Lateral
  • Vasto Intermédio
  • Costureiro
  • Tensor da Fascia Lata
  • Articularis Genu

 

Movimento que ocorre na articulação Coxo-Femoral (Anca): Extensão da Coxo-femoral por oposição à Flexão provocada pela Resistência Externa.

Músculos Opositores à Resistência Externa na articulação Coxo-Femoral: 

  • Grande Glúteo
  • Médio Glúteo
  • Pequeno Glúteo (Fibras Posteriores)
  • Semitendinoso
  • Semimembranoso
  • Bicípite Femoral (cabeça longa)
  • Grande Adutor (fibras verticais e oblíquas)
  • Potencialmente o Piramidal
  • Potencialmente o Gémeo Superior e Inferior
  • Potencialmente o Quadrado Femoral

 

Posição 2

Nesta posição, podemos verificar que ao nível do tornozelo o braço de momento não varia, mantendo-se bastante pequeno. No entanto, havendo braço de momento a esta articulação, existe torque suficiente para que os músculos opositores à flexão dorsal do tornozelo se mantenha em contracção. Relativamente ao joelho, o braço de momento passa agora em cima do eixo fazendo com  que os músculos que estendiam o joelho no primeiro cenário não sejam solicitados a não ser por contracção voluntária. Relativamente à anca, verifica-se uma redução muito grande do braço de momento. No entanto, a principal resistência interna à força de flexão imposta pela resistência externa vem dos músculos da anca que se opõem a esta força.

Picture9.png

Movimento que ocorre na articulação Tibio-Társica (Tornozelo): Flexão Plantar por oposição à Flexão Dorsal provocada pela Resistência Externa.

Músculos Opositores à Resistência Externa na articulação Tibio-Társica: 

  • Gémeos (Medial e Lateral)
  • Solear (Divisão Medial e Lateral)
  • Plantaris
  • Tibial Posterior (Divisão Tibial e Peroneal)
  • Peroneal Longo (Divisão Cuneiforme e Metatársica)
  • Peroneal Curto
  • Flexor Longo dos dedos
  • Flexor Longo do Hallux

 

Movimento que ocorre na articulação Tibio-Femoral (Joelho): Extensão do Joelho provocado pela resistência externa sem oposição muscular

Músculos Opositores à Resistência Externa na articulação Tibio-Femoral: 

  • Nenhum

 

Movimento que ocorre na articulação Coxo-Femoral (Anca): Extensão da Coxo-femoral por oposição à Flexão provocada pela Resistência Externa.

Músculos Opositores à Resistência Externa na articulação Coxo-Femoral: 

  • Grande Glúteo
  • Médio Glúteo (Fibras Posteriores)
  • Pequeno Glúteo (Fibras Posteriores)
  • Semitendinoso
  • Semimembranoso
  • Bicípite Femoral (cabeça longa)
  • Potencialmente o Grande Adutor (fibras verticais e oblíquas)
  • Potencialmente o Piramidal
  • Potencialmente o Gémeo Superior e Inferior
  • Potencialmente o Quadrado Femoral

 

Perfil da Resistência Externa: Não varia. Constante de 1 para 2
Perfil da Força Muscular: Aumenta de 1 para 2

Picture7.png

Boas leituras e até ao próximo artigo!

Contactos:

Télemóvel: 939 442 744

Email: info@neural-touch.com

Facebook: www.facebook.com/neuraltouch

Google+: https://plus.google.com/u/0/118242189471189628903/posts

Twitter: http://twitter.com/NeuralTouch

Instagram: https://www.instagram.com/neuraltouch/

Linkedin: https://www.linkedin.com/company/neuraltouch?trk=company_logo